Augusto Cacá

A poesia representa o homem para que ele se reconheça, se estranhe e se transforme. Fadas Guerreiras

Textos

Esperança
Vou indo, meio sem jeito.
Constrangido, encabulado.
Levando a estrela no peito
E o coração transbordado.

Vou falando em poesias,
Sonhando com o que não pude.
Já não faço romarias,
Vou direto à atitude.

Um dia sigo contente,
No outro, desanimado.
Mas sigo seguindo em frente,
Não sou de ficar parado.

Quando há dificuldade,
É preciso mais vontade
Pra não se largar a esmo.

Pois a história revela:
“De onde menos se espera
É que não sai nada mesmo.”*

Logo, é bom, desde criança,
Andar cheio de esperança
E disposição pra tudo.

Quase tudo é infinito
E, pra ficar mais bonito,
Vamos transformar o mundo.

(do livro: Fadas Guerreiras, à venda em www.caca.art.br)

* A citação é do Barão de Itararé.
Carlos Augusto Cacá
Enviado por Carlos Augusto Cacá em 08/12/2006
Alterado em 18/02/2007


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras