Augusto Cacá

A poesia representa o homem para que ele se reconheça, se estranhe e se transforme. Fadas Guerreiras

Textos

Jeans
Lembra propaganda antiga,
Falando de liberdade?
Lembra cintura, barriga,
Umbigo, pêlos, vontade?

O jeans veste as bonitas,
As alegres e as tristonhas.
Veste até as esquisitas
E as que gostam de maconha.

Índigo-blues popular,
Símbolo de juventude,
Que faz lual sem luar.
Não abre mão da atitude.

Saia pra pernas bonitas.
Pantalona pra elegância,
Santropê mostra a barriga.
De cós alto, a abundância.

O jeans pode mostrar tudo,
Pra quem tem corpo bem-feito.
E, se eu hoje fiquei mudo,
Foi por te ver desse jeito.

Seu jeans é especial.
Parece um jeans normal,
Mas, no fundo, me comove.

Não é por ser desbotado
É que eu fico emocionado
Com tudo que ele envolve.

(do livro: Fadas Guerreiras, à venda em www.caca.art.br)
Carlos Augusto Cacá
Enviado por Carlos Augusto Cacá em 09/02/2007
Alterado em 18/02/2007


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras