Augusto Cacá

A poesia representa o homem para que ele se reconheça, se estranhe e se transforme. Fadas Guerreiras

Textos

Tribo
Eu ontem comecei a ir.
Fui belo como convém.
Em se tratando de ir,
Vai-se muito mais que vem.

Hoje retomei a ida
Sem ter certeza dos planos.
A procura da saída
Pode atravessar os anos.

Amanhã irei de novo,
Até encontrar meu povo.
Pode ser que não consiga.
Procurar é meu enredo.
Vou indo, mesmo com medo.
O próprio medo me obriga.

(do livro: Fadas Guerreiras, à venda em www.caca.art.br)
Carlos Augusto Cacá
Enviado por Carlos Augusto Cacá em 18/02/2007


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras